Radio Maringá Fm - 97,1, A Mais Ouvida de Maringá 


O QUE ACONTECE VOCÊ SABE AQUI

Notícias Maringá FM

  • ago

    08

    Dia 08 de agosto é o dia do combate ao colesterol.

    Manter hábitos de vida saudáveis continua sendo a principal medida de prevenção

    De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, cerca de 40% da população tem colesterol alto. Ele é provocado pelo excesso de gordura no sangue, que quando se acumula, obstrui os vasos sanguíneos e causa a aterosclerose. “Todos temos colesterol, que é uma gordura produzida pelo fígado e que circula em nosso sangue. Se ela estiver em excesso, irá se depositar ao poucos nos vasos sanguíneos até causar o entupimento total. Isso leva a redução da irrigação de sangue para órgãos como o coração e o cérebro e pode provocar um infarto do miocárdio, um AVC (acidente vascular cerebral), entre outras complicações”, explica o cardiologista Gerson Bredt Júnior, presidente da Sociedade Paranaense de Cardiologia (SPC).

    Esse excesso de colesterol que circula pelo sangue não provoca sintomas e para evitar as complicações, a prevenção é fundamental. Ter hábitos saudáveis de vida, como uma alimentação equilibrada, não fumar, praticar atividades físicas e evitar o excesso de álcool ajudam a manter os níveis adequados de colesterol. “Carnes e laticínios gordurosos ou alimentos industrializados com gordura vegetal hidrogenada, a chamada gordura trans, ajudam a elevar o colesterol, pois aumentam o nível de gordura no sangue”, revela o cardiologista. “Já a nicotina, por exemplo, inflama as paredes dos vasos sanguíneos, o que facilita o depósito da gordura”, acrescenta.

    Mas, não existe apenas o colesterol ruim, o LDL, que em níveis altos forma as placas de gordura nas artérias. Há também o HDL, chamado de colesterol bom, que ajuda a reduzir a formação de placas de gordura no sangue. “O HDL é como um detergente, que funciona diminuindo a chance da gordura ruim aderir às paredes dos vasos sanguíneos. Caso ele esteja em um nível baixo, essa limpeza acaba não existindo”, compara. O cardiologista ensina que uma boa forma de estimular o a produção de colesterol bom é fazer atividades físicas.

    Os níveis adequados de colesterol no sangue são 200mg/dl para colesterol total, 100mg/dl para LDL e acima de 40mg/dl para o HDL. Quando a pessoa já está com o nível de colesterol LDL muito elevado, o tratamento, geralmente, inclui medicamentos. “Quando o paciente está com o colesterol muito alto, mudar os hábitos de vida melhora apenas cerca de 20%. Por isso, é fundamental os medicamentos para que haja uma redução do colesterol”, salienta o cardiologista.

    Consultas regulares e pré-disposição
    As avaliações médicas devem começar a partir dos 18 anos de idade, caso a pessoa não tenha histórico de colesterol alto na família. “Além do estilo de vida, o colesterol alto também pode ser provocado por algum problema genético. Então, quem tem uma mãe com colesterol muito elevado ou um pai que teve um infarto com 40 anos, por exemplo, deve começar um acompanhamento médico mais cedo”, orienta Gerson Bredt Júnior.

     

    Fonte: Paraná Shop

Comentários



  •