Radio Maringá Fm - 97,1, A Mais Ouvida de Maringá 


O QUE ACONTECE VOCÊ SABE AQUI

Notícias Maringá FM

  • ago

    07

    Maringá é reeleita a melhor cidade grande do país.

    Pelo segundo ano seguido, Maringá ocupa a posição de melhor entre as grandes cidades do país. É o que mostra um estudo realizado pela consultoria Macroplan, que para chegar ao resultado analisou 100 municípios brasileiros com mais de 273 mil habitantes divididos em quatro áreas: saúde; educação; segurança; e saneamento e sustentabilidade. 

     

    Nesses critérios, Maringá apresentou índices equilibrados nas quatro áreas e ganhou nota 0,748, a melhor entre os 100 municípios, depois de ficar na nona colocação no quesito educação (nota 0,626), em terceiro no item saúde (0,722), na 30ª posição em segurança (0,823) e em 2º no que diz respeito à saneamento e sustentabilidade (0,972). 

     

    Atrás de Maringá, aparecem, no ranking geral, Piracicaba-SP (0,739), São José do Rio Preto-SP (0,738), Jundiaí-SP (0,733) e São José dos Campos-SP (0,727). Além de Maringá, o Estado do Paraná tem Curitiba (8ª colocação), Cascavel (12ª) e Londrina (15ª), entre as 15 cidades com o melhor resultado no IDGM Geral. 

     

    Para indicar o desempenho global de cada cidade, a consultoria criou um indicador sintético, composto por um cesta de 15 indicadores de todas as áreas quatro analisadas, o Índice Desafios da Gestão Municipal (IDGM).

     

    O IDGM varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, melhor o desempenho do município. 

     

    Análise

     

    O estudo ressalta que os líderes municipais terão que trabalhar com pressões e cobranças múltiplas, em contexto de forte escassez de recursos e acentuadas restrições burocráticas e legais. Encontrar novas soluções para esses dilemas, dentro deste cenário, é o grande desafio que se coloca para os prefeitos, legisladores e gestores públicos municipais. 

     

    “Enquanto alguns municípios ficaram focados na agenda de curto prazo, outros conseguiram superar as adversidades do atual cenário e se modernizaram, com planejamento, foco e cooperação. Cidades com estruturas similares entregaram resultados muito distintos. Mais do que reduzir custos, é preciso obter ganhos contínuos de produtividade e eficiência na gestão pública,” destacou o diretor da consultoria, Glaucio Neves, coordenador geral do estudo. 

     

    Fonte: Portal GMC Online 

Comentários



  •